Diagonais na baixa lisboeta

Anúncios

Publicado por

Miguel Bettencourt

Marido, pai, informático e entusiasta da fotografia. Corro, não só pelo prazer que a corrida me proporciona, mas sobretudo porque posso correr.

6 opiniões sobre “Diagonais na baixa lisboeta”

  1. Continuo impressionado pela luz e pelas cores destas imagens. Particularmente a forma como conseguiste captar a imagem tanto nas zonas claras como nas zonas à sombra, sem se ver um contraste muito agressivo. Temos aqui muito pós-processamento, certo? 🙂
    Ando agora a testar uma técnica que nos dá resultados muito semelhantes a uma HDR, mas partindo de uma só imagem. Pertmite-te muita informação quer nas altas luzes como nas baixas luzes. Quase que esta imagem poderia resultar dessa técnica.
    Abraço,
    RMessias

    Gostar

  2. Olá Rui,
    Para teres uma ideia do que faço na pós-produção das imagens, deixo abaixo a “revelação” aplicada a esta em concreto.
    Antes de mais, em relação à tua observação relativamente às zonas claras e às zonas à sombra, um pormenor: nesta fotografia (como noutras, quando necessário) coloquei o ponto AF sobre uma das zonas mais claras na composição, neste caso o ponto AF foi colocado no edifício verde (lindíssimo por sinal).

    Ajustes no LR:

    Basic
    Exposure: +0,20
    Fill Light: 30
    Blacks: 15
    Brightness: +57
    Contrast: +50
    Clarity: +61

    Tone Curve
    Lights: -20
    Darks: -5
    Shadows: -5
    Point Curve: Medium

    HSL / Luminance
    Orange: -45
    Yellow: -50
    Green: -75
    Aqua: -55
    Blue: -10

    Detail
    Sharpening / Amount: 95
    Sharpening / Radius: 1,2
    Sharpening / Detail: 40
    Sharpening / Masking: 30
    Noise Reduction / Luminance: 20

    Effects / Post-Crop Vignetting
    Style: Hightlight Priority
    Amount: -15
    (Por norma recorro a este efeito, geralmente entre os valores '-15' e '-20')

    Finalmente, no menu “Lens Corrections” costumo activar as correções de perfil da lente em “Profile”, salvo quando não se justifica.

    Todas as definições que não referi acima, nos ajustes que fiz para esta fotografia em particular, mantiveram-se inalteradas, como foi o caso do recurso à utilização de filtros graduados (que costumo utilizar).

    Por fim, aplico as actions no PS.

    Gostar

  3. Olá Miguel,
    Obrigado pelos dados…
    de facto… o edificio verde merecia uma foto por si só. presumo que a tenhas!
    quanto ao ponto AF, uma questão: dado o contraste entre claro e escuro do local, as zonas na sombra não ficaram mt escuras na foto original? Já fotografei em condições semelhantes e as zonas à sombra perderam alguma informação. Daí andar a testar a tal técnica HDR que se faz a partir de uma só foto.
    Alguns tutoriais aconselham a uma medição na zona da foto mais neutra (a mais próximo do cinzento a 18%). tentei fazer isso, mas, mesmo assim, a foto ficou com as zonas escuras. Claro que o camera raw resolve depois, mas como ando sempre a tentar tirar uma foto na qual seja necessária pouco ou nenhum pós-tratamento!…
    Abr
    RM

    Gostar

  4. Infelizmente não tirei uma foto apenas ao edifício verde, é pena. Naquele dia estava mais concentrado nas diagonais.

    Nunca fotografei em HDR (nem tão pouco conhecia a técnica que estás a experimentar, utilizando apenas uma foto). O HDR não me cativa muito, se calhar porque nunca recorri a esta técnica. 🙂

    Frequentemente faço dois disparos para cada fotografia, colocando o ponto AF em zonas diferentes da composição, consoante o que pretendo. Este caso não foi excepção, sendo que no outro disparo o ponto AF foi apontado ao edifício amarelo, acima do verde.
    No PC, após afinar o “Tone Curve”, gostei mais do resultado desta fotografia, com o AF no verde, embora as diferneças não fossem significativas.

    Eu penso que se estás a fotografar em RAW terás sempre de recorrer à “revelação” da imagem no PC.

    Gostar

  5. No caso do HDR a partir de uma só foto – no fundo, uma “aldrabice” -, o Photoshop CS5 permite fazermos isso, dando à imagem um look de HDR, ou seja, basicamente, informação em todas as zonas.
    Tens de converter o ficheiro raw num tiff de 16 bits e trabalhar esta imagem no PSCS5 em Image>Adjustments>HDR Toning. Vi o tutorial na revista Pratical Photography e parece-me uma técnica interessante, nomeadamente para retratos (o exemplo dado na revista é um retrato).
    Publicam um tutorial de HDR para uma paisagem, mas aí são necessárias 7 imagens. Mas ainda não testei ao pormenor. Mas parece-me que no retrato não fica mal. Apesar de me parecer que o pós-processamento que fazes também garante resultados excelentes e, em minha opinião, mais “reais”.

    Outra técnica é ir ao Image>Adjustments>Shadows/Highlights e, através dos controlos disponiveis, conseguir-se uma foto parecida com uma HDR. Neste caso, a foto de origem pode ser um ficheiro Raw. Na anterior terá, obrigatoriamente, de ser um tiff 16bits. Nesse tutorial, é sugerido usar mais esta técnica do que a anterior, já que esta consegue resultados melhores.
    No fundo, é experimentar.
    Como te disse, para retrato acho que é uma opção. Para paisagem, não me parece.
    ´
    É pena que o edifício verde não tenha merecido uma “chapa”!
    Abr,
    RM

    Gostar

  6. Pessoalmente, também nunca utilizo o HDR. Se uma determinada imagem precisa de HDR, não fotografo. Ou então assumo o elevado contraste.
    Quando o Miguel diz que deu um toque de fill light, isso já é iluminar um pouco as sombras, mas de uma forma subtil, que não aparece exagerada.
    Esta foto em particular, parece-me fácil de obter do ponto de vista da exposição.
    Já quanto à composição, aquilo que é verdadeiramente importante, está excelente. Gosto da profundidade e das linhas do eléctrico. As pessoas à “entrada” do plano, do lado esquerdo fazem a foto.
    ZM

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s