Catastroika – A privatização vai a público

Praticamente todos os quadrantes sociais, económicos e políticos criticam o rumo que o Governo está a traçar no destino de Portugal e parece-me cada vez mais nítido que o futuro deste país ficará seriamente comprometido, e não me refiro apenas às novas medidas de austeridade anunciadas para 2013 – o problema vai muito além de cortes nos vencimentos, aumento da segurança social e novo aumento da carga fiscal, que chegará não tarda nada. A raíz do problema está na política economicista que este Governo está há muito a implementar.
Em relação ao documentário, vi-o há meses e na altura fiquei tentado a publicá-lo aqui, mas optei por não o fazer. Publiquei-o agora porque os meus receios aumentaram exponencialmente desde o dia em que o vi até hoje. Não mudemos de rumo e é para lá que vamos – em alguns aspectos já lá chegámos. Chamem-me de pessimista e ressabiado, é justo. É precisamente o que sinto.

Anúncios

Publicado por

Miguel Bettencourt

Marido, pai, informático e entusiasta da fotografia. Corro, não só pelo prazer que a corrida me proporciona, mas sobretudo porque posso correr.

6 opiniões sobre “Catastroika – A privatização vai a público”

  1. Por coincidência vi este filme integralmente esta semana, é verdade que retrata um cenário catastrofista, mas também é verdade que não tem contraditório. O exemplo dos comboios em Londres, por exemplo, é completamente contrário à minha experiência face às duas últimas vezes em que estive lá, a mais recente existe apenas 8 meses.
    Agora estou a ler um livro “pagadores de crise” feito por José Goulão feito no mesmo tom, embora esteja a pouco mais de meio, já li as referências sobre o chile, que é dado como o exemplo de neoliberalismo, onde se conclui que este além da tortura do pinochet, devido ao modelo económico se tornou nos piores da américa latina. Depois vou procurar na net dados sobre este país e ele surge-me no topo junto com a argentina não só em PIB, mas sobretudo nos índice de desenvolvimento humano, ao nível dos países europeus, muito à frente do brasil, por exemplo, onde não poderia estar nos termo do livro.
    Em que ficamos? Quem manipula quem?
    Sei que ideologicamente sempre fui de centro e experimentei agora algo mais à direita, sei que vi o país endividar-se e há mais de cinco anos que dizia que isto ia acabar mal. Eu próprio estou confuso, mas ainda hoje continuo a recusar ofertas de endividamento dos bancos com condições muito vantajosas e não vi outros fazerem isso, aliás vejo salários bem menores que o meu a terem um nível de vida que eu não tenho. Confesso que não sei que sociedade criámos ou estamos a criar, mas lago estranho nesta poeirada toda.

    Gostar

  2. Carlos
    Em relação ao filme e ao livro que estás a ler, obrigado pelo teu contributo.
    A sociedade que criámos foi uma sociedade que se habituou a viver do que não tem. Isto vê-se no nível de vida que as pessoas ostentam sem terem possibilidade para tal. Ora o crédito foi uma via verde para chegarmos a este ponto, como todos sabem, apesar de muitos optarem por não o admitir. É a mania das grandezas e da ostentação de sinais exteriores de falsa riqueza.
    Há muito a mudar e pouco tempo para o efeito. Não é difícil compreender.

    Gostar

  3. Vê este excelente pequeno discurso do presidente uruguaio, que foi guerrilheiro e nem é de direita, já tivémos uma conversa e o homem parece dizer melhor do que nós as nossas preocupações e causas de como chegámos aqui. A do consumo e do horário de trabalho são um must.

    Gostar

  4. um gajo que diz que o chile está bem, que o neoliberalismo é bom. miguel, lembra-te de me dizer quem é este gajo para nunca ter de lhe apertar a mão. ou o pescoço.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s