Exposição: A História da Violeta

Entro em casa, depois de passar um serão a ouvir contos d’ algum tempo, como se passavam os serões de outros tempos, quando não havia energia eléctrica, nem televisão, nem computadores, nem quase nada, com excepção da luz de velas, um baralho de cartas, conversa, instrumentos musicais e contos e histórias… entro em casa, dizia, e encontro (mais) uma exposição na parede do corredor. Em cima da mesa, o livro de honra. A artista residente é a Leonor, que por acaso até era para ir comigo ouvir as histórias e as canções que o tempo não esqueceu, mas que à última hora optou por ficar em casa. A artista convidada, mas de casa, é a Isabel.
Habitualmente temos exposições destas cá em casa, mas esta em particular tem dois ou três requintes dignos de registo: apresentação escrita da exposição, preço das obras e o já referido livro de honra.

Anúncios

Publicado por

Miguel Bettencourt

Marido, pai, informático e entusiasta da fotografia. Corro, não só pelo prazer que a corrida me proporciona, mas sobretudo porque posso correr.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s