Dúvida existencial

Desactivei a conta de utilizador que mantinha há cerca de três anos no Facebook (Fb) e eliminá-la-ei logo que o período de tempo necessário para o efeito o permita. Criei uma outra conta, com o objectivo específico de co-administrar e acompanhar o grupo de corrida Prazer em Correr – Ilha Terceira, e administrar a página Equipa Prius Synergy Drive Trail Running, de que faço parte. Tirando isto, a minha utilização nesta rede social é exclusivamente limitada ao acompanhamento de uma dúzia de páginas do meu interesse. Não tenho “amigos”, sejam eles(as) amigos(as) no verdadeiro sentido da palavra, familiares ou conhecidos(as).
Tive (tenho) motivos suficientemente válidos, a nível pessoal, claro, para, nesta perspectiva, ter optado por este modelo de utilização do Fb. Motivos esses que têm origem político-social, considerando que a vida em sociedade é toda ela política, até nos aspectos rotineiros e nas atitudes que nos parecem insignificantes. Ou seja, se me incomodam algumas acções e outras tantas reacções de natureza social no dia-a-dia da nossa vivência em sociedade, a que vulgarmente designamos (e mal, quando comparado com o que se passa na esfera social online) de vida real, não fazia sentido algum para mim acentuar esse incómodo também no Fb. Mas sobre isto hei-de escrever depois, possivelmente nas entrelinhas de futuros textos de carácter político-social.
Entretanto – e é aqui que queria chegar – a questão (uma espécie de dúvida existencial) que me ocorreu num destes dias é: serei anti-social por ter optado não ser sociável como é suposto numa rede social com as características da rede em questão?
Post scriptum: Recorrendo ao meu actual e limitadíssimo perfil – perdão -, à minha actual e limitadíssima conta de utilizador no Fb, criei uma página onde são publicadas ligações para novas entradas aqui no blogue. Os botões da praxe estão ali no topo da barra lateral.
Anúncios

Publicado por

Miguel Bettencourt

Marido, pai, informático e entusiasta da fotografia. Corro, não só pelo prazer que a corrida me proporciona, mas sobretudo porque posso correr.

Uma opinião sobre “Dúvida existencial”

  1. Não sei responder à questão, sei que não és o único a sair dessa rede social e também já vi gente com comportamento muito antissocial no facebook e este também não melhorou a imagem que eu tenho da sociedade.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s