"Tenha um sonho, faça um plano, atire-se a ele. Vai chegar lá, eu prometo."

Há dias, o Gonçalo (Um Dia Único) apanhou-me com a sua Nikon durante um dos meus treinos habituais num dos diferentes percursos por onde corro na Praia da Vitória. Cumprimenta-mo-nos – eu a correr e ele a fotografar – e o resultado do seu cumprimento é este abraço que recebi em anexo a um email.

Vi a fotografia e recordei o meu ainda curto histórico na corrida, considerando que comecei a correr regularmente (tornando esta actividade num hábito diário) há pouco tempo e já com 37 anos de idade nas pernas (possivelmente já teria chegado aos 38… não me recordo ao certo). A verdade, porém, é que a máxima “Nunca é tarde para começar…” encerra em si a uma verdade absoluta, a meu ver. Sinto isso mesmo na minha experiência na corrida.
Ao ver a fotografia, olhei para trás e fiz uma auto-avaliação dos últimos três anos e uns meses em que a corrida está integrada no meu dia-a-dia. Não foi a primeira vez que o fiz, nem terá sido garantidamente a última. Sempre que reflicto sobre estes últimos anos e identifico os benefícios (óbvios, de resto) que a corrida me proporcionou e continua a proporcionar (que eu proporciono a mim próprio), reforço a convicção de que pretendo correr até que o corpo e a saúde o permitirem. E que isso aconteça ao longo de muitos e bons anos. É também por este motivo que compreendo que quem não corre não perceba que correr não é uma moda. As modas são passageiras, vêm e vão, dando lugar a outras. Já a corrida, quando nos fica entranhada no corpo e na alma, é para sempre, desde que se mantenham as condições para o efeito. Que o diga Zoe Koplowitz, cujo percurso na corrida merece ser conhecido e que disse uma das frases que, neste contexto, mais me tocam: “Have a dream, make a plan, go for it. You’ll get there, I promise.” (“Tenha um sonho, faça um plano, atire-se a ele. Vai chegar lá, eu prometo.”)
Anúncios

Publicado por

Miguel Bettencourt

Marido, pai, informático e entusiasta da fotografia. Corro, não só pelo prazer que a corrida me proporciona, mas sobretudo porque posso correr.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s